terça-feira, 10 de abril de 2018

Colombina lança rótulo Tesourinha em homenagem a Brasília

Cerveja Colombina Tesourinha

Que bacana a cervejaria goiana 
Colombina presta homenagem a Brasília no mês em que a capital completa seus 58 anos de fundação. O rótulo “Tesourinha”, de estilo American IPA (India Pale Ale) com adição de seriguela, uma das frutas mais populares do Cerrado, será lançado em 24 restaurantes e pontos de venda da capital na sexta-feira, 13, com a venda de chopes e garrafas.
Então vamos lá, a concepção da bebida teve como propósito homenagear Brasília de uma forma que fugisse do lugar comum. O rótulo representa um conjunto de referências à capital federal, com elementos que relembram visualmente a arquitetura, o urbanismo e das características únicas de Brasília, como os azulejos de Athos Bulcão, que servem de plano de fundo. Nos informativos referentes ao teor alcoólico da bebida, uma alusão às placas residenciais da cidade.


Muito interessante e o nome tem como inspiração a frase
“Eu queria ser uma tesourinha para poder te tirar dos eixos”, da escritora brasiliense Julianna Motter, que faz alusão divertida aos famosos traços circulares das entre quadras.

Achei o máximo e vocês?
A nova criação sai das torneiras de chope ao valor de R$12 a R$15 o copo de 300 ml. A garrafa de 600 ml será vendida entre R$32 e R$38 nos pontos de venda, bares e restaurantes.

De intenso sabor e concentração de malte e lúpulo, a Colombina Tesourinha harmoniza com preparos de sabor também marcante, como cortes de carnes vermelha mais gordos, molhos encorpados, frangos bem temperados e ingredientes como capim limão, açafrão, gengibre e toques apimentados. Para os apreciadores é uma dica deliciosa para o fim de semana ou durante a semana que sabe.



Sobre a Colombina
A Colombina é um produto da Cervejaria Goyaz, uma empresa familiar que atua no mercado há 14 anos, hoje administrada pela filha de seus fundadores, Patrícia Mercês, a responsável por sua criação. Engenheira de alimentos, Patrícia estudou na Bélgica, onde estagiou na cervejaria Hoegaarden, integrante do grupo ABInbev. E foi de lá que ela trouxe a ideia de criar seu próprio produto. De volta a Goiânia, iniciou o projeto onde contratou o sommelier de cervejas Alberto Nascimento e a mestre cervejeira Kátia Jorge, desenvolvedora da Devassa, que deram corpo à Colombina.