quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Diferenças entre atividade física e exercício físico

Todos sabem que exercitar o corpo é uma das maiores formas de manter a saúde em dia. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) indicam que o percentual de brasileiros que praticam algum tipo de esporte ou se exercitam de alguma maneira não chega a 40%. Dessa forma, o sedentarismo vem se tornando um problema latente no Brasil.

Para reverter essa situação, o segredo é movimentar o corpo! E, para isso, existem diversas formas. Poucas pessoas sabem, mas atividade física e exercício físico, embora igualmente benéficos, não são exatamente a mesma coisa.

A atividade física pode ser entendida, de forma geral, como todo e qualquer movimento realizado pelos músculos que causa algum tipo de gasto energético superior ao que seria despendido em repouso. Ou seja: andar do quarto para a sala, brincar com o filhos, passear com o cachorro, subir e descer escadas, levantar para atender ao telefone...enfim, atividade comuns do dia a dia que se realiza quando não se está descansando e que não devem ser menosprezadas ou substituída, pelos famosos controles e esteiras.

Por sua vez, o exercício físico exige mais do ser humano ao ser caracterizado por uma sequencia de movimentos que são executados de maneira planejada e com objetivos específicos. Assim, deve ser prescrito por profissionais de educação física, pois somente eles poderão determinar a intensidade ideal, a duração e as cargas de acordo com o estado físico da pessoa.

De acordo com
Maurício Peixoto, a frente da Funcionall Treinamento Inteligente, o exercício físico pode servir para desenvolver valências físicas, equilibrar ou aumentar a musculatura, reduzir o peso corporal, melhorar a capacidade respiratória, diminuir a pressão arterial, precaver males como diabetes e outras patologias, além de auxiliar no tratamento de doenças, como a esclerose. “O exercício exige avaliação, periodização e acompanhamento, servindo para desenvolver valências físicas, equilibrar ou aumentar a musculatura e, dentro disso, o maior exemplo é o treinamento funcional”, explica.

De acordo com estudos na área, uma pessoa pode ser considerada ativa fazendo atividade física ou exercícios que ultrapassem 150 minutos por semana de movimentos seja continuamente ou de forma intercalada.
“A prática de exercícios físicos com o auxílio de um profissional traz resultados mais seguros e rápidos, mas o importante é procurar a praticar o que mais se adeque à rotina de cada pessoa”.




Serviço:
Funcionall Treinamento Inteligente
SCLN 206 Bloco A – Loja 17 – Asa Norte
(61) 3039-6966
www.funcionall.com.br
Brasília – DF

Nenhum comentário: