segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Centro Universitário Belas Artes leva representantes acadêmicos na Brasil Eco Fashion Week

Thamires Smidi e Ana Luiza Zaia apresentam na primeira semana de moda sustentável do país seus trabalhos que aliam moda e sustentabilidade
O primeiro grande evento de moda e consumo consciente do país, a Brasil Eco Fashion Week,que acontece em São Paulo entre os dias 21 e 24 de novembro, recebe em sua primeira edição as promissoras designers Thamires Smidi e Ana Luiza Zaia. Formadas em Design de Moda pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, as jovens apresentaram em seus Trabalhos de Conclusão de Curso - os mesmos selecionados para a semana de moda - uma coleção inteira pensada na exclusividade e qualidade de um trabalho hand made e ecofriendly – pilares da Belas Artes - e um documentário sobre a atual cena da moda sustentável na cidade de São Paulo, respectivamente.


Na contramão das grandes indústrias, Thamires desenvolveu técnicas de tingimento e estamparia naturais e artesanais a partir de substâncias extraídas de plantas, cascas, sementes, frutas e flores. O resultado? Peças únicas em tons naturais e impressões botânicas que unem sustentabilidade e moda com o melhor dos dois mundos.

A escolha de shapes modernos como bomber, jaqueta oversized, camisetas e peças alongadas, traz à tona a jovialidade da coleção “A Flora Brasileira” da paulistana de 26 anos e ao mesmo tempo carrega uma sólida mensagem de respeito à natureza.

Já na categoria vídeo, quem representa o Centro Acadêmico Belas Artes de São Paulo é o documentário “Boa Nova”, de Ana Luiza Zaia. O filme conta, ao longo de seus trinta e sete minutos, como está atualmente o cenário da moda sustentável na cidade de São Paulo. Por meio de dados e entrevistas, Ana Luiza procura conscientizar e oferecer alternativas para aqueles que gostam de moda e procuram uma forma ética e sustentável de comportamento no mundo fashion, como o desenvolvimento de responsabilidade social, uso de guarda roupa compartilhado, técnicas de upcycling e o consumo slow fashion.

Nenhum comentário: