quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mostra Artefacto 2017

Décor-Fashion
Felipe Zuba, Denise Zuba e PauloBacchi

Ninguém troca de sofá como quem troca de casaco. Mas, entre as coisas da moda e as coisas da casa, existe muito mais do que pode supor a nossa vã filosofia. “Uma roupa é uma peça arquitetural efêmera, desenhada para aprimorar as proporções do corpo”, costumava dizer Christian Dior (1905-1957), legendário estilista francês que sonhava ser arquiteto.

E é isso o que a Artefacto descortina na sua temporada de mostras 2017, que começou no dia 10 de março, no showroom da Haddock Lobo e que, nos próximos meses, se desdobrará em outras 12 edições pelos endereços da marca tanto no Brasil quanto mundo afora. Em Brasília, a mostra poderá ser aberta ao público no dia 2 de maio, com welcome drink ao longo do mês.

Ponta de lança na indústria moveleira de alto padrão, a Artefacto decodifica um lifestyle que faz a cabeça dos maiores nomes do décor. Por trás de cada móvel e acessório, apresenta conceitos que têm tudo a ver com o novo modo de vida em casas dos mais diversos estilos, estabelecendo cada vez mais conexões entre o design e as propostas que desfilam pelas passarelas, por exemplo. “O mercado fashion metaboliza muito rápido as tendências e os novos hábitos culturais e de consumo, servindo como termômetro também para o design. Por isso, em 2017, estamos investindo nessa proximidade entre as duas plataformas”, diz Paulo Bacchi, CEO da Artefacto.


A filosofia parte de dentro para fora e de fora para dentro. Na nova coleção, que tem boa parte das peças assinadas pela diretora artística Patrícia Anastassiadis, tanto as formas (etéreas, dinâmicas e atemporais) quanto o cuidado nos acabamentos evocam a excelência da haute-couture. “Minha mãe é estilista e aprendi a olhar para a moda desde muito cedo. Arquitetura é uma espécie de alfaiataria, numa escala muito maior. Mas não me interesso pelo fast-fashion sazonal, descartável, mas sim pelos reflexos sociais, culturais e artísticos que levaram àquele resultado”, diz a arquiteta que também assina a vitrine, carro-chefe do evento. Entre as inspira ções para os produtos, ela apontou o compasso para Yves Saint-Laurent e Christian Lacroix, além de estéticas orientais e movimentos como o Art Nouveau. “Sempre valorizando a atemporalidade característica dos produtos da marca”, finaliza.


Aliás, além da vanguarda na fabricação, a Artefacto também foi a primeira no país a trabalhar com este conceito de high exhibition de decoração dentro do próprio showroom, o que a colocou oficialmente no calendário das mostras mais influentes – e disputadas – entre as maiores pranchetas, vendendo um lifestyle exclusivo junto com a mobília.

Sob o tema décor-fashion, a edição 2017 da mostra Artefacto Brasília reúne grandes nomes da arquitetura e design de interiores em ambientes que homenageiam fashionistas que estão entre os mais expressivos do circuito. “Os participantes ficaram muito entusiasmados com a proposta desse diálogo entre a decoração e a moda. Realmente, é muito interessante observar o quanto são assuntos convergentes”, revela Felipe Zuba, diretor da Artefacto Brasília e sócio proprietário da empresa ao lado de sua mãe, Denise Zuba. “Nesta edição, para além do mundo da decoração, estamos certos de que essa temática vai movimentar aind a mais a mostra com eventos de interesse também dos apaixonados pelo mundo da moda. Estilo, conforto, tendência, personalidade e design de qualidade são características comuns aos profissionais e homenageados envolvidos. Será uma experiência muito rica para os nossos clientes e visitantes”, conclui Felipe.

Fátima Madeira revela o refinamento de João Batista da Silva; Gislaine Garonce compartilha das referências arquitetônicas brasilienses com Leticia Brasileiro e Thaíza Barros; Larissa Dias mergulha nas tramas de Martha Medeiros; Nardim Junior valoriza o requinte de Amanda Guerra; Mônica Pinto, Arnaldo Pinho e Isabel Veiga, do Maai, realçam o frescor do talento de Luisa Farani; Marcela Passamani traz o equilíbrio e sofisticação de Letícia Gonzaga; Márcia Montenegro propõe espaço de relaxamento para a mente criativa de Debora Mangabeira; Vanessa Rosset aborda a mistura de formas, cores e texturas da Akihito Hira Design Brand Menswear, Yeda Garcia transfere para o décor a criatividade dos traços e tramas de Elisa Atheniense; Carolina Nathair e Maria Tereza Cavalcanti sugerem um espaço de coworking para Natália Abi-Ackel, Gabriela Constantino, Mayla Cavalcanti Silva e Raíssa Cavalcanti; Walléria Teixeira se inspira na contemporaneidade de Silvia Badra; Carmella Tonet Camargo, Daniela Guterres e Janaína Cruz, da A+55, abordam o estilo da label Magrella, de Juana e Cleuza Ferreira, enquanto George Zardo e Júlia Zardo descortinam o sofisticado e glamouroso universo do estilista de noivas Paulo Araújo. Agora só falta você!

Quem é quem na Mostra Artefacto Decor + Fashion 2017

FÁTIMA MADEIRA para João Batista da Silva
O Quarto de um Designer de Chapéu, em 37 m2, é uma releitura feita pela arquiteta dos tempos, esteticamente, mais sóbrios e elegantes, em que era comum o uso de chapéus. Fátima se inspirou em João Batista da Silva. Conhecido cabeleireiro e maquiador, John John, como é conhecido, passou a importar chapéus de Nova York nos anos 90 para a realização de desfiles de moda, passando, a partir daí a sua própria produção de chapéusm casquetes, facinators e barrettes. “O ambiente faz referência ao estilo de vida de uma pessoa refinada e clássica, de muito conhecimento cultural e de moda”, explica Fátima. Na cartela de cores, marrom, bege e azul e nos materiais, espelhos, madeira e papel de parede. 

Mobiliário de destaque: cômoda Greta, Poltrona Brant, cabeceira Maschio e puff Lui II.

GISLAINE GARONCE para Letícia Brasileiro e Thaíza Barros
A moda que passa pela arquitetura e que homenageia Brasília chamou a atenção da arquiteta Gislaine Garonce para o trabalho de Letícia Brasileiro e Thaíza Barros à frente da Laletá. Nas estampas exclusivas desenvolvidas pela dupla estão fachadas de prédios de quadras simbólicas como a 308 sul, a Catedral, os pilotis. “O trabalho delas flerta muito com referências tão importantes para mim, como a obra de Niemeyer. A identificação foi imediata”, afirma Gislaine. No ambiente, um manequim veste uma das criações das estilistas, e seus tecidos complementam os ornamentos. O uso do concreto, de elementos vazados lembrando cobogós, de pés de mesa que sugerem o desenho da Catedral, também compõem a sala de jantar inspirada nas profissionais.

Mobiliário de destaque: poltronas Poline, cadeiras Padded, coluna de jantar Crown e buffet Duet

LARISSA DIAS para Martha Medeiros
Além do trabalho desenvolvido por Martha Medeiros, a origem alagoana da estilista inspira o espaço de 55 m2 desenvolvido pela arquiteta Larissa Dias para a mostra Artefacto. Pelas rendas carregadas de leveza e delicadeza, o ambiente chama atenção a partir de detalhes diferenciados. O clima de paz e harmonia está presente nas paredes revestidas com mármore branco Acrópole, branco com rajadas suaves em tons de cinza, combinando com a marcenaria, numa referência contemporânea ao clima praiano. Entre os destaques, cobogós “tramados” em madeira como uma renda. “O objetivo foi trazer requinte ao rústico e leveza ao sofisticado”, explica a arquiteta.

Mobiliário de destaque: Poltrona Kamari e Chaise Long Kamari, Banco Arurog II, mesa de centro Oro, mesa de centro Milpa, sofá Lian, mesa lateral Catalan, poltronas Alvar, aparador Hayden e banqueta Aganju II.

NARDIM JUNIOR para Amanda Guerra
A sala de jantar e estar concebida para Amanda Guerra é dinâmica e elegante. Em 55 m2, Nardim Júnior lança mão de características de seu trabalho que dialogam com a marca que leva o nome da estilista. Ou seja, a mistura do clássico com o moderno num resultado sofisticado. “É uma mulher jovem e talentosa, que sabe do que gosta, e gosta porque conhece. Seu trabalho é baseado em pesquisa e estudo, o que nos aproxima”, revela Nardim. Cores neutras para superfícies e mobiliário são predominantes, o que faz com que pontos de cor presentes, ora no veludo luxuoso de um estofado, ora na tela de uma obra de arte ganhem destaque.

Mobiliário de destaque: coluna de jantar Indian, buffet Greta, cômoda Greta, sofá Savana, mesa de centro Everest, cadeiras Jey II.

MAAI para Luisa Farani 
Em 93 m2, o Luisa Farani Loft, projetado pelo escritório MAAI tem a pegada jovial e despojada da jovem estilista que vive momento de franca ascensão profissional. Os espaços abertos convidam à integração e são banhados pela luz natural, graças à utilização de brizes. “Abusamos dos materiais rústicos e trouxemos a Toy Art numa referência à coleção de Luisa”, adianta Mônica Pinto, sócia de Arnaldo Pinho e Isabel Veiga.

Mobiliário de destaque: poltrona Megan, cabeceira Tribeca, aparador Rio, aparador Lucca, coluna de jantar Moon II, mesa de centro Aprilic.

MARCELA PASSAMANI para Letícia Gonzaga
Cliente da estilista Letícia Gonzaga, a arquiteta Marcela Passamani buscou imprimir no ambiente Estúdio/Loft a mistura de rústico e contemporâneo presentes no trabalho da estilista, que também prima pela sofisticação, corte perfeito e conforto de suas criações. “As principais padronagens de tecidos usados por Letícia são o linho e a seda. Acredito que o equilíbrio entre extremos funciona muito bem na arquitetura de interiores, pois alia a elegância e a sofisticação com o aconchego e conforto, necessários para a humanização do ambiente”, revela Passamani. Destaque para a madeira, tecidos naturais como o couro e linho em tons neutros, ton sur ton. O espaço de 56 m2 se inspira no conceito de cozy space e está dividido em jantar, estar e dormitório.

Mobiliário de destaque: poltrona Russel, sofá City, coluna Catalan, puff Annecy e mesa lateral Silver.

MÁRCIA MONTENEGRO para Debora Mangabeira
A arquiteta elaborou um ambiente de relaxamento onde a estilista possa descansar envolvida pela arte, referência direta no seu trabalho. No espaço, há o conforto da madeira, a sobriedade do cinza e a criatividade que sobre pelas paredes na arte do artista plástico Marcos Baru, que conferiu um colorido especial ao Home Theather. “O desenho também dialoga com a identidade visual das peças de Débora, já que Baru é seu parceiro na criação de estamparias”, realça Márcia. Para complementar, croquis assinados pela homenageada.

Mobiliário de destaque - sofá Maddox, mesa de centro Nepal e poltronas Desert.

VANESSA ROSSET para Akihito Hira e Júlio Andrade
A aliança entre desconstrutivismo e traços urbanos é peça-chave no processo criativo dos estilistas Akihito Hira e Júlio Andrade, da Akihito Hira Design Brand Menswear. E é baseada nessa premissa que a arquiteta Vanessa Rosset e equipe transcendem as identidades das peças, materializando-as no ambiente Estar Íntimo. “A busca é em retratar a mistura de materiais, cores e texturas de forma sofisticada e elegante, assim como é feito nas peças da marca”, afirma Vanessa. Tons de cinza e branco compõe a paleta de cores, que reflete não apenas a sobriedade e elegância das peças, mas também uma referência artística à arquitetura e urbanismo de Brasília.

Mobiliário de destaque: poltrona Pipo, mesas de centro Eduardo e Vulcan, poltronas Brasília e Sofá Austral. 

YEDA GARCIA para Elisa Atheniense
Elisa Atheniense chamou a atenção de Yeda não só por seu trabalho na moda, mas também por sua familiaridade com o mundo do design de interiores, tanto que suas coleções constam de uma linha de objetos de decoração. Yeda se inspirou, principalmente, nos produtos em couro assinados por Atheniense, que revelam tramas interessantes e criativas. No HOME OFFICE integrado ao ESTAR, um local para a estilista criar e receber. O ambiente é contemporâneo e composto dentro de uma paleta de cores de tons ferruginosos, outonais, que remetem ao couro, matéria-prima principal da grife Elisa Atheniense. 

Mobiliário de destaque: sofá majestic, sofá Colman, poltronas Wiggins, poltrona Liberty, aparador Greta, banco Pure e mesas de centro Yego.

CAROLINA NATHAIR e MARIA THEREZA CAVALCANTI para Nathália Abi-Ackel, Gabriela Constantino, Mayla CavalcantiSilva e Raíssa Cavalcanti
O Office de 70m² sugere a área de trabalho para quatros jovens empreendedoras brasilienses da área de moda e alimentação, reconhecidas, nacionalmente. O espaço é compartilhado pelas empresas Abi Project, Pretty New e Bolo da Ivone e possui um ar contemporâneo e aconchegante. Nele, as profissionais evidenciam a tendência dos espaços colaborativos e funcionais, onde diferentes seguimentos se unem minimizando custos e atendendo ao mesmo público de interesse. O local também conta com área destinada à realização a lançamentos, palestras e demais eventos de suporte às marcas participantes. A leveza e a claridade são predominantes e a cartela de cores privilegia o bege, branco, azul marinho, verde, laranja e Pink. 

Mobiliário de destaque: poltrona Savona, escrivaninha Enzo com tampo em couro natural, mesa lateral Aron, sofá Coquille, pufe Artic, mesas laterais Tillos, aparador Groot, puff Barcelona, cadeira Íris com capa, mesa de chá Trieste e banco Paris.

WALLÉRIA TEIXEIRA para Silvia Badra
Em sua 5ª mostra Artefacto, Walléria homenageia a designer de joias Silvia Badra no Living de 50 m2. “Quando surgiu a ideia pensei logo na Sílvia Badra, que tem um desenho bem contemporâneo, mas também atemporal, justamente o que procuro no meu trabalho”, explica a arquiteta. O ambiente é pontuado por tons de beges, nudes, preto, palha, couro, madeira e, como não podia faltar, o brilho do dourado, numa referência ao ouro, uma das principais matérias-primas utilizadas pela homenageada. O clima é sofisticado e também aconchegante: um convite à artista para criar suas joias. A escolha das peças proporciona leveza ao espaço que também destaca várias texturas com veludos, palhas, linhos e pele. Um painel de Teka natural e fotografias de naturez a e gravuras de Burle Marx ajudam a compor a atmosfera confortável do espaço.

Mobiliário de destaque: cavalete Tower Gold, mesa lateral Fisher Gold, espelhos Boyer, poltronas Marseille em palha Natural, sofá Plein, poltrona Ricci e estante Zaslon.

CARMELLA TONET CAMARGO, DANIELA GUTERRES E JANAÍNA CRUZ para Cleuza e Juana Ferreira
Carmella Tonet Camargo, Daniela Guterres e Janaína Cruz, do escritório A+55, estreiam na exposição homenageando a marca Magrella com os Hallss do térreo, primeiro e segundo pavimento do local que, juntos, possuem cerca de 95m². O térreo, chamado Espaço Magrella, destaca-se pela parede adesivada com a estampa de inverno da label. O primeiro andar, Espaço Cleuza Ferreira, possui pintura em terracota, remetente à arquitetura toscana. Já o segundo piso, Espaço Juana Ferreira, é uma referência à versatilidade cosmopolita da homenageada. A escada, em tom de verde, uma das cores deste ano, liga todos os ambientes e recebe uma vitrine da marca.

Mobiliário de destaque: mesa de jantar Flash, cadeiras Yves, poltronas Alvar, aparador Bagnols e puff Annan

GEORGE E JÚLIA ZARDO para Paulo Araújo
Pai e filha, nos 150 m2 do Loft do Estilista Paulo Araújo, buscam mostrar um pouco da história do profissional que se destaca no mercado da moda vestindo noivas. “Em nosso projeto quisemos explorar a paixão do profissional por Paris e pelos estilistas parisienses, sua elegância, cultura e gosto por antiguidades”, adianta George. A dupla aposta em superfícies brancas, contrastadas com detalhes em preto e dourado, numa atmosfera glamourosa. O local é aconchegante e sofisticado com toques teatrais e dramáticos como o conferido à parte voltada para a prova dos vestidos. O uso de livros e peças do artista conferem personalidade ao projeto.

Mobiliário de destaque: Poltronas Arizona Gold, sofá Argand, coluna de jantar sti e Sofá Memory.





Serviço:
Mostra Artefacto Brasília
Aberta ao píblico a partir de 2 de junho
SHIS QI 21, Bloco B, Brasília, Brasil
(61) 2196-4250
Instagram: @artefactobsb
facebook: @artefactobrasilia

Nenhum comentário: