domingo, 23 de abril de 2017

HAIR BRASIL 2017 - Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética

Silvi Bonatti abordou o tema "Tratamentos estéticos x pós-operatório: Duas faces da mesma moeda"

HAIR BRASIL 2017 - Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética, que acontece na capital paulista até hoje, no Expo Center Norte, foi um do mais movimentados da 16ª edição até o momento. Dia de folga para a maioria dos profissionais, que puderam acompanhar tendências, lançamentos e novas técnicas para o setor e os principais lançamentos de mais de 900 marcas expositoras.


O secretário estadual de cultura de São Paulo, José Luiz Penna, participou da abertura da competição 
"Batalha dos Barbeiros", realizada pela primeira vez na feira. Ao lado de sua esposa, Patrícia Penna, o secretário falou sobre a importância da realização de iniciativas como essa, as quais estimulam a economia criativa. "Nós estamos estreando uma relação, atentos às movimentações da economia criativa. Isso é o futuro. Todo o complexo do embelezamento, além de ser uma coisa fortemente cultural, é uma economia pujante. O Brasil ainda tem um olhar muito conservador e a minha colaboração é sinalizar, inaugurando um novo tempo. Sou uma pessoa ligada às coisas do futuro e ele está aqui na Hair Brasil. Ainda é muito limitada a relação do estado com esse novo perfil, mas o equipamento é feito justamente para dialogar com todas essas tendências", explica o secretário.

A carioca, 
Erica Nunes, mais conhecida como a ‘Madrinha dos Barbeiros’, idealizou a competição que vai revelar o melhor profissional do segmento no Brasil. "Não imaginei que a iniciativa fosse ter esse alcance. O que eu espero da barbearia é mais valorização, o que já está acontecendo, além de ampliar a profissionalização e a disseminação dessa cultura. Enfrentamos muitos preconceitos, pois a batalha surgiu dentro de uma comunidade no Rio de Janeiro, mas não estamos focados no aspecto negativo", comenta a empreendedora cultural.

Participaram 14 competidores em duas categorias da barbearia: Desenho e Clássico/Tradicional. Cada bateria com até quatro profissionais teve a duração de 20 minutos e revelou os três finalistas de cada categoria para a grande final que acontece hoje, às 17h. O ambiente da disputa trouxe para o evento uma verdadeira atmosfera masculina peculiar do mercado de ‘barber shops’ com sinuca, mesa de jogos e decoração retrô.

Campeonato de Cabeleireiros: disputa acirrada entre profissionais de excelência
Pela primeira vez no Brasil a OBC Hair Competition aconteceu durante a HAIR BRASIL e dos 60 candidatos inscritos, quatro finalistas farão parte da equipe nacional com treinamentos no Brasil e na Itália. Além disso, irão competir no 71º Hairworld OMC World Cup, em Paris, nos dias 17 e 18 de setembro. O campeonato mundial reúne 55 países que disputam inúmeras categorias.

Os ganhadores Edi Barbosa, categoria corte, cor e finalização masculino; Ferdinando Vitalli em finalização estilo fashion feminino cabeça de boneca; Edson de Jesus em corte, cor e finalização femininos; e Fabiana Godoy na categoria by night. Também integram o time de competidores que irão para a Europa: Rita Pires, Deivide Medeiros, Juliana Paiva, Nanci Farano, Flávia Wermeck, Edvaldo Mazzi, Ernane Victor, Leo Souza, Luciano Mallmann, Gilberto Borlot e Toninho Lima.

Irão competir fora do país três profissionais de hair masculino, cinco para fashion feminino e sete para a categoria by night. Entre os técnicos da seleção brasileira estão Tony Messina, Filomena Farano e Eli Bortolotto. Para Rino Faran - presidente da Organização Brasileira de Cabelereiros (OBC), italiano radicado no Brasil e tricampeão mundial em corte, "o Brasil esta cheio de talentos, temos profissionais incríveis para competirem no mundial. Alguns precisam ser apenas lapidados e daremos estrutura para isso ser feito". Também integram o time, o diretor de eventos Ronaldo Paduam e o diretor executivo Dorval Uliana.

Congressos de maquiagem e estética e Oficinas receberam grandes nomes do mercado da beleza


Uma das apresentações mais aguardadas foi a da beauty artist e consultora de imagem, Chloé Gaya, neta do casal francês Jacques e Janine Goossens, fundadores do Jacques Janine. A maquiadora falou sobre o trabalho de cores nos olhos, focada especificamente nos efeitos que estão em alta como os metalizados e os holográficos. Pensando na mulher brasileira, Chloé deu uma dica valiosa para que elas possam explorar o potencial da maquiagem, sem medo. "
Vejo que a maquiagem está mais democrática e ganhando cada vez mais espaço em nosso dia a dia e, principalmente, a mulher está perdendo o medo de usar cores. Começou com os lábios e agora vemos mais cores na região dos olhos", observa. Para que ela perca esse medo, a profissional recomenda o uso de um tom adequado ao tipo de pele. "Não precisa usar uma sombra inteira de uma cor, mas pode ser o preto com um toque de cor, por exemplo, e explorar aos poucos, abrindo-se às possibilidades".

Max Weber abordou 
"A geometria da maquiagem e o equilíbrio na beleza pessoal" para mostrar que é possível utilizar a maquiagem a nosso favor. "A gente pode criar personagens, ser nós mesmos ou outra pessoa e manter o equilíbrio nessa área que é pequena, ou seja, o nosso rosto". Weber deu uma dica para muito especial para as mulheres que é se aceitar do jeito que é. "A tendência, realmente, é você ser você, aceitar-se e ter transparência. Não precisamos usar uma máscara. Nós só vamos ser melhores e mais bonitos quando nos aceitamos. É lógico que nós precisamos um pouco da fantasia, mas depois que a gente conhece esse alicerce", afirma o profissional.

Ainda na maquiagem, destaque para um dos embaixadores da Hair Brasil, André Sartori, que ministrou uma oficina focada na transformação do visual social em uma maquiagem glamourosa para a festa.
 "Trata-se de uma tendência da mulher moderna e prática, que trabalha, e muitas vezes precisa evoluir sua imagem para cumprir uma agenda repleta de compromissos, que começa com uma reunião e pode terminar em um coquetel. Esse é o nosso conceito: transformar a maquiagem do dia a dia em um look de estrela", afirma o beauty artist.

Silvi Bonatti abordou o tema 
"Tratamentos estéticos x pós-operatório: Duas faces da mesma moeda", com o objetivo de diferenciá-los. "Ambos visam a busca da beleza e a melhora da autoestima, porém, em contextos diferentes. "No pós-operatório, temos um tecido que foi lesionado intensamente durante a cirurgia e no tratamento estético ele está íntegro". Silvi alertou ainda sobre uma questão muito importante, que é a falta de informação em relação à cada aplicação. "Na verdade, faltam informações para clientes e profissionais. Ainda vejo muitos profissionais trabalharem a estética e o pós-operatório da mesma forma, com a mesma abordagem, e isso afeta o todo o resultado".

A 16ª edição da HAIR BRASIL - Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética acontece até 24 de abril, no Expo Center Norte, na capital paulista. Considerado o mais importante evento profissional de beleza da América Latina, a feira reúne mais de 900 marcas expositoras nacionais e internacionais, que apresentam ao mercado tendência, lançamentos e novas técnicas para o setor, e oferece 200 eventos educacionais em todos os segmentos da beleza. Mais informações: www.hairbrasil.com


Ingressos:
R$ 65 antecipado e R$ 85 no dia





Serviço:
Hair Brasil
16ª Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética
21 a 24 de abril de 2016
Sexta à Segunda-feira, das 10h às 20h
Expo Center Norte
@hairbrasil
#hairbrasil2017
www.hairbrasil.com
São Paulo - SP

Nenhum comentário: