quinta-feira, 28 de abril de 2016

SPFW N41: Triya

Triya apresentou na última quarta-feira (27/04), o seu verão 2017, solar, iluminado e cheio da força feminina. Um patchwork étnico multicultural representou uma mulher que não tem fronteiras nem pré-conceitos.

Amarelo, flicts, ouro, terra, argila, madeira e cobre...Tons solares predominaram a cartela de cores, que também trouxe azul em nuances variadas remetendo ao céu estrelado.

O deserto, a flor do deserto, o sol, a serpente, o infinito, o céu, a lua, o feminino, lugares lúdicos feitos com renderisação de imagens tridimencionais, formaram as mais de 20 estampas apresentadas, que se complementavam.

Tecidos como lycra, microfibra, seda e veludo, foram vistos em silhuetas mais secas e desconstruídas. Muitos decotes, braços e pernas que se revelavam em fendas e também na modelagem asa delta estavam presentes na coleção.

Trabalhos artesanais e materiais orgânicos como o cobre e argolas de madeira, simbolizaram os chacras e movimentos circulares.

Os acessórios foram feitos em parceria com a CINE732 em cobre martelado, e os sapatos feitos pela Schutz com símbolos místicos, completaram o visual desta mulher "da terra", que possui uma nova maneira de olhar o mundo, respeitando o tempo e a natureza.

Durante o desfile, foi apresentada ainda uma parceria com a Olympikus, maior marca esportiva do Brasil. Juntas, elas desenvolveram a coleção Big Bang, inspirada nas estampas dos uniformes das seleções brasileiras de vôlei para o ano de 2016. A edição limitada é composta por 20 peças, entre moda fitness e beachwear.

*féminitude (nominal) féminité - palavra francesa que não existe em português podendo vir a ser um neologismo ao tê-la adaptada por sentir que melhor define a essência da feminilidade).

Nenhum comentário: