quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Brinquedoteca Renato Russo

ONG Amigos da Vida inaugura espaço lúdico para crianças com HIV no HRAN

ONG Amigos da Vida, que comemora 15 anos de fundação neste mês de dezembro, preparou a série de ações para o fim de ano, entre elas, a inauguração, no dia 4 de dezembro, da 9ª brinquedoteca Renato Russo, instalada no HRAN (Hospital Regional da Asa Norte). Iniciativa criada para receber crianças com HIV dos hospitais públicos, as brinquedotecas são destaques das áreas de pediatria e passaram a receber, também, as demais crianças internadas.
“É um trabalho que nos realiza muito. Inicialmente, a ideia era levar leveza para o dia-a-dia de internação de seres humanos tão jovens em situação tão delicada. Muito mais que isso, começamos a ver bem diante de nossos olhos o quanto as pessoas nascem livre de preconceitos. Nas brinquedotecas, crianças com AIDS convivem em perfeita harmonia com as outras crianças dos hospitais. Se elas levarem para a vida adulta essa experiência, teremos alcançado muito mais do que pretendemos”, afirma Christiano Ramos, presidente-fundador da Amigos da Vida.

O projeto, que tem como madrinha Carminha Manfredini, mãe de Renato Russo, foi batizado com o nome do saudoso músico brasiliense, portador do HIV/AIDS. A primeira brinquedoteca foi inaugurada no ano de 2007, no Hospital Dia da 508 Sul. De lá para cá, foram instaladas novas unidades no Hospital Regional da Ceilândia (HRC), Hospital Regional de Taguatinga (HRT), Hospital Regional do Paranoá (HRP), Hospital Regional de Sobradinho (HRS), Hospital Universitário de Brasília (HUB), Creche do Instituto Éden e Associação Brasileira de Odontologia (ABORJ), esta última no Rio De Janeiro.

Coube à arquiteta Adriana Papaleo assinar o novo espaço, que dispõe de área interna de 35 m2 e externa de 20 m2. A brinquedoteca do HRAN será a primeira com este espaço externo voltado para banhos de sol e lanches em grupo. “O cenário é lúdico, com muitas cores e atividades. A pediatria dos hospitais sempre nos relata o quanto as horas que as crianças passam na brinquedoteca se revertem em bons resultados nos tratamentos das crianças. Procuramos melhorar os projetos a cada inauguração, Nesta, por exemplo, quinas de móveis e paredes são todas abauladas para evitar que os pequenos se machuquem”, explica Angelo Della Crosse, vice-presidene da ONG.

As brinquedotecas ficam aberta durante o período determinado pela pediatria de cada hospital: geralmente de 10 às 12 horas e de 15 às 17 horas. Em todas elas há o acompanhamento de brinquedistas e pedagogos que comandam as oficinas e atividades lúdicas que envolvem as crianças. À disposição das crianças, brinquedos pedagógicos, oficinas de desenho, pintura em aquarela, reforço escolar, projeção de filmes infantis etc.

As brinquedotecas, que são construídas com doações da Caixa Seguradora, SEBBA, Instituto Sabin e Legião Urbana Produções Artísticas e Musicais é mantida por doações de voluntários e da Petrobrás, que paga os brinquedistas. Doações são sempre bem vindas, principalmente de brinquedos e jogos> por uma questão de regulamento, a ONG e o hospital só recebe produtos novos.