quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Prêmio ECOERA anuncia finalistas

A primeira edição do Prêmio ECOERA, criado pela consultora Chiara Gadaleta em parceria com Sistema B no intuito de premiar e homenagear empresas dos setores de moda e beleza que sejam inspiradoras e multiplicadoras de práticas conscientes em toda a cadeia produtiva, divulga seus 13 finalistas. Entre os 70 inscritos, os seis vencedores serão anunciados em uma cerimônia no Centro Universitário Belas Artes no dia 25 de novembro.

Divididos em três categorias - planeta, pessoas e ECOERA - o prêmio apresenta indicadores inéditos para a indústria dentro da temática socioambiental. Baseado em quatro pilares, as empresas inscritas foram analisadas no que diz respeito a atuação no meio ambiente, na comunidade, junto aos funcionários e governança.

Com a metodologia do Sistema B, movimento global que certificou mais de 1400 empresas e atua em mais de 100 países, o Prêmio ECOERA tem como missão promover empresas conscientes e multiplicar essas práticas por toda a indústria.

Para o processo de avaliação das empresas, o Prêmio contou com o apoio do Sistema B, que aplicou sua ferramenta, apoiada em métricas e indicadores, para a análise dos resultados de impacto socioambientais das empresas participantes.

As categorias
O Prêmio ECOERA é dividido em três categorias: PLANETA, para as empresas que se destacaram na pontuação relacionada às práticas ambientais, PESSOAS, na pontuação referente a relação com trabalhadores e comunidades locais, e ECOERA, englobando as duas últimas, sendo o prêmio de maior importância e com resultados de pontuação maiores. Em cada uma delas serão premiadas duas empresas, sendo uma com até 49 funcionários e outra acima deste número.

Os finalistas
Os finalistas da primeira edição do Prêmio ECOERA na categoria PLANETA com até 49 funcionários são: ETNO Botânica (empresa de tingimento ecológico), Aurora Moda Gentil (acessórios), Terra da Garoa (moda), Bioart (maquiagens e cosméticos) e Flavia Aranha (moda). Com 50 funcionários ou mais: Grupo Lunelli (têxtil e confecções), Dudalina S.A. (moda) e Reserva (moda).

Na categoria PESSOAS com até 49 funcionários: Insecta Shoes (calçados), Bazar da Praça (e-commerce e market place), Lokalwear (acessórios) e Catarina Mina (acessórios). Empresas acima de 49 funcionários: Dudalina S.A., Grupo Lunelli e Reserva.

Na categoria Prêmio ECOERA com até 49 funcionários: Etno Botânica (empresa de tingimento ecológico), Feitiços Aromáticos (cosméticos), Bioart (maquiagens e cosméticos), Insecta Shoes, Catarina Mina e Bazar da Praça. Empresas com mais de 49 funcionários: Dudalina S.A., Grupo Lunelli e Reserva.

Além das seis premiações por pontuação, o Conselho irá homenagear um jovem empreendedor e dois projetos sociais de relevância para os mercados de moda e beleza.

O Conselho
O Prêmio ECORA já nasceu com um Conselho composto por pessoas de diferentes áreas, que representam os temas centrais: meio ambiente, terceiro setor e indústria da moda.
O papel deste time de profissionais é o de analisar os resultados dentro dos parâmetros indicados pelo Sistema B.

Cerimonia de Premiação
A Cerimônia de Premiação acontecerá no Centro Universitário Belas Artes, no dia 25 de novembro às 11h. Os prêmios serão entregues por personalidades dos mercados de moda, beleza, gastronomia e artes.

Sobre o ECOERA
O Movimento EcoEra foi criado em 2008 pela consultora de moda especialista em sustentabilidade, Chiara Gadaleta Klajmic. Desde a sua criação o principal desafio foi integrar o mercado de moda e beleza às questões sociais e ambientais por meio de um conjunto de atividades, práticas e ações que aproximassem toda a cadeia produtiva de moda à sustentabilidade ambiental, social, econômica e cultural.

Esse esforço ajudou o mercado de moda a quebrar paradigmas e a inaugurar um novo capítulo em sua história, onde toda a cadeia - indústria, marcas, estilistas e público final - se unem para criar uma moda mais consciente, em que ética e estética possam andar lado a lado. "Buscamos, por meio de trabalhos de campo e pesquisas, encontrar alternativas e mostrar ao público que a moda pode ser uma excelente plataforma para disseminar informações. Acreditamos que o mercado de moda possa se tornar agente de transformação social e ambiental, além de impulsionar novas economias", afirma Chiara.

A primeira edição do Prêmio ECOERA com metodologia do Sistema B tem como patrocinadores a Malwee e o Centro Universitário Belas Artes, e conta com o apoio da SKY e Revista Vogue.




Serviço:
ecoera.com.br
Facebook: Eco Era
Instagram: @ecoera