sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Brasília como essência da 24ª edição da mostra Casa Cor

Características típicas da cidade estão em evidência no evento

Bárbara Paiva

Cobogós, amplitude, jardins e concreto aparente. Os elementos, que trazem em si a essência de Brasília, podem ser encontrados em muitos ambientes da mostra Casa Cor, que chega à sua 24ª edição tendo como tema a Brasilidade. Com mais de 60 renomados profissionais em destaque na capital assinando 46 ambientes, entre livings, salas, escritórios e quartos, o evento celebra, além da arquitetura e decoração, o charme da cidade marcada pelo design e ousadia de linhas retas e materiais inovadores.

Os típicos cobogós da cidade são apresentados em diferentes releituras, em materiais e formatos diversos, como no Refúgio do Design Brasileiro, ambiente assinado por Larissa Dias, onde a peça é triangular, em cimento e ocupa duas áreas distintas, fazendo parte do décor e também da iluminação, já que uma das suas principais características é permitir a entrada de luz natural e, neste caso, provoca um efeito diferenciado e cheio de personalidade, em função de seu formato. No espaço, outra homenagem à cidade chama a atenção do visitante: dois abajures batizados de Brasília, comercializados pela Persoluce, e assinados pela designer Cristiana Bertolucci.


O cobogó, que também tem a funcionalidade de ampliar a ventilação de um ambiente, é explorado por Bárbara Paiva, arquiteta que assina neste ano o Studio do Jornalista. O espaço de 65m² conta com living, escritório e lavabo e destaca, além a integração de ambientes, a beleza do cobogó Craft, da Porbobello, compondo com jardim que funciona como moldura de toda a proposta e representa o verde da cidade, muito presente nas quadras e nos parques.

No ambiente de André Alf, o Sob o Olhar do Outro, pode-se conferir ícones marcantes da cidade como a tapeçaria geométrica do espaço e o tom cimentício em suas paredes.


Por falar no cimento, o elemento é explorado também por Letícia Hammerschmidt, no Quarto do Rapaz.

E por Gabriela De Rossi, no Lavabo Público da mostra. Em alta, o tom leva a sobriedade e elegância para a arquitetura e decoração.

Outro detalhe que não passa despercebido leva a assinatura de um dos mais famosos arquitetos do mundo, Oscar Niemeyer. Presente no Living do Colecionador, assinado por Silvana Andrade, a poltrona Rio, um dos destaques do mobiliário nacional e internacional, é peça do acervo do Arquivo Contemporâneo, empresa que leva para a mostra raridades assinadas pelos maiores designers da história.

Refúgio
Um ambiente voltado ao descanso também marca presença na mostra Casa Cor Brasília. Assinado pela dupla 
Circe Milano e Cilda Oliveira, o Refúgio da Villa, é uma homenagem à Vila do Comendador, em Pirenópolis, pousada que recebe muitos brasilienses em busca de descanso e beleza natural. Remetendo a um SPA, o ambiente conta com elementos diferenciados e cheios de charme como a cozinha desenvolvida pela Atlanta Móveis Planejados com mesa em madeira de demolição da Tozetti e um espaço destinado a receber amigos para longas horas de bate-papo.