terça-feira, 15 de setembro de 2015

Jady Malavazzi e Natalia Mayara treinam na Bodytech

Atletas paralímpicas recebem apoio da academia para se prepararem para competições
A academia Bodytech vem apoiando as atletas paralímpicas Jady Malavazzi e Natalia Mayara. Sempre acompanhadas do treinador Guigo Lopes, as meninas que participaram em agosto de 2015 dos Jogos ParaPan-Americanos, agora se preparam para os Jogos Paralímpicos no Brasil, Rio 2016.
As atletas escolheram a academia do Sudoeste para, completamente adaptada para pessoas com deficiências físicas (assim como toda a rede BT) e, salvo quando estão viajando para competir, treinam duas vezes por semana na BodyTech, além de treinos diários das modalidades específicas de cada uma. Na Bodytech as atletas utilizam tanto a sala de musculação quanto a estrutura do parque aquático para realizarem seus treinos.

No ParaPan 2015, Natália Mayara conquistou duas medalhas de ouro (simples e duplas do tênis em cadeira de rodas) e Jady, apesar de não ter conquistado medalha, foi a melhor colocada entre as mulheres na prova de estrada e a única representante feminina a encarar a dura prova de contra-relógio competindo com os homens.

SOBRE AS ATLETAS
Jady Malavazzi: atleta com lesão medular decorrente de acidente automobilístico. Praticante de handbike. Atualmente é campeã brasileira de Paraciclismo, categoria Handbike. Já participou de diversos mundiais e do Para-PanAmericano no México, tendo conquistado medalha de prata.
“É bem comum as pessoas ficarem espantadas quando descobrem que sou uma atleta daquelas com uma rotina de treino intensa e alimentação bastante rigorosa. E mais ainda quando ficam sabendo que viajo pelo mundo disputando campeonatos mundiais e enfrentando os melhores ciclistas paralímpicos. Parece que o fato de ser cadeirante ainda é uma grande limitação. Mas eu encaro isso numa boa e até dou risada. Ah, tem também aqueles que supervalorizam o lance da superação e do exemplo de vida. A essa galera, eu agradeço e fico muito feliz em ser fonte de inspiração, mas melhor eles não ficarem sabendo que sou tão normal como qualquer um, com meus dias de preguiça, desânimo e até aqueles em que mato uns treinos também”, declara a atleta.


Natalia Mayara:
atleta amputada bilateralmente de membros inferiores decorrente de um atropelamento aos dois anos de idade. Praticante de tênis em cadeira de rodas. Ela também é número 1 no ranking brasileiro, conquistando diversos torneios nacionais e internacionais em duplas e simples. Já participou dos Jogos Paralímpicos de Londres e recentemente faturou duas medalhas de ouro no ParaPan Toronto 2015.
“Essa semana conquistei duas medalhas de ouro nos Jogos ParaPan-Americanos em Toronto e como se não bastasse ainda fui escolhida para levar a bandeira brasileira na Cerimônia de Encerramento dos Jogos. Imaginem vocês o que se passa numa hora dessas pela cabeça de uma “menina” de 21 anos. E se essa menina for cadeirante e amputada das duas pernas? Bem, essa sou eu! Mas sinceramente não me defino como cadeirante e amputada. Muito pelo contrário, se eu fosse te contar todas as coisas que faço, por onde já viajei, os lugares que conheci e principalmente a minha rotina de treinos, você nunca iria falar que essa menina é cadeirante.”, afima a tenista.





SERVIÇO:
Bodytech Sudoeste
EQSW 301/302 Lote 3
(61) 3327-2822
www.bodytech.com.br 
Brasília-DF