terça-feira, 23 de junho de 2015

Lifting de braços: a cirurgia que está conquistando o mercado

Cirurgião explica procedimento que tem como objetivo acabar com a flacidez nos braços.
Uma cirurgia está, cada vez mais, em evidência no Brasil e no mundo. Trata-se da braquioplastia, ou, mais comumente chamada, o lifting de braços. Dados da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica mostram que, em 2012, mais de 15 mil pessoas (dessas, 98% mulheres) optaram por este procedimento. Já em território brasileiro, os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apontam que, só em 2011, foram feitas mais de oito mil operações, apontando uma tendência no mercado das cirurgias plásticas.

Segundo 
Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico com atuação em Curitiba, esse tipo de procedimento é indicado para quem quer retirar o excesso de gordura localizada, flacidez ou pele da região do braço. "A cirurgia atua no popularmente conhecido como 'músculo do tchau', local que passa a incomodar muita gente depois de um tempo, já que é natural que a pele se torne flácida, pois mesmo quem faz atividades físicas e segue uma dieta saudável pode desenvolver excesso de pele", explica.

Essa flacidez também é comum em pessoas que perdem muito peso, de acordo com o que conta o cirurgião. "Como essa cirurgia geralmente deixa uma cicatriz de tamanho médio para grande, sugere-se que apenas pessoas que se sentem muito desconfortáveis devem procurar esse procedimento. Para poder realizar este procedimento, a pessoa deve estar em boas condições de saúde, não estar muito acima do peso, não ter problemas de coagulação e nem apresentar doenças crônicas (como diabetes), entre outras contra-indicações", cita.

Pacheco esclarece que a braquioplastia em si envolve o reposicionamento da pele no braço e a retirada do seu excesso, para eliminar a flacidez. "Quando há presença de gordura localizada, a lipoaspiração pode ser feita simultaneamente. A incisão é feita na região da axila, e estendida na parte interna do braço. Caso combinada com a lipoaspiração, a cirurgia dura, aproximadamente, três horas. Se não, pode durar entre uma e duas horas" comenta.

O profissional acredita que, mesmo com a possibilidade de uma cicatriz aparente, os resultados são, na maioria das vezes, satisfatórios. "O que vemos depois é um contorno corporal mais bonito nessa região do corpo, com menor flacidez e aspecto de pele mais firme", conclui.




Serviço:
Doutor Alderson Luiz Pacheco (CRM-Pr 15715)
Rua Augusto Stellfed, 2.176, Champagnat
Cirurgião Plástico
Sites: http://www.alplastica.com
http://www.michelangeloclinica.com.br
Blog: http://draldersonluizpacheco.wordpress.com
Email: plastica.pacheco@yahoo.com.br
Fone: (41) 3022-4646 e 4141-4424
Curitiba/PR