sexta-feira, 23 de maio de 2014

Ornare lança Coleção High Line

Ruy Ohtake, Marcelo Rosenbaum, Guto Indio da Costa, Patricia Anastassiadis e Zanini de Zanine assinam as novas linhas da marca
Ornare, marca brasileira de móveis de alto padrão, apresenta High Line, a nova coleção e novo conceito da marca. A premissa básica da Ornare (em Brasília, com showroom no Shopping CasaPark) é desenvolver produtos exclusivos, com sofisticação e elegância e, principalmente, que elevem a qualidade de vida de seu público.
Para a concepção da coleção foram convidados os arquitetos Ruy Ohtake, Guto Indio da Costa, Patricia Anastassiadis, e os designers Marcelo Rosenbaum e Zanini de Zanine, além de Ricardo Bello Dias, diretor de arte e responsável pela nova cara da marca, além de Emmanuel Bassoleil, chef de cozinha, responsável por idealizar compor o conceito gourmet das cozinhas.

Cada designer deu um toque especial à nova coleção. Indio da Costa acrescentou tecnologia, Rosenbaum reforçou o elemento lúdico, com cores e assimetria, Patricia fez uma releitura do requinte e da sofisticação, Ohtake trouxe à tona a arte e a escultura e Zanine complementou a linha com os elementos de seu mobiliário. Além da linha de portas Italianas Trè-Piu, desenhadas por Antonio Citterio e Daniel Libeskind.

High Line foi pensada para fazer vibrar. As cores quentes e frias ressoam singularmente, mas também em uma relação recíproca entre si, gerando uma infinita gama de sensações individuais e inexplicáveis. A cor é um instrumento essencial da nova linha.

A nova coleção também é enraizada na tendência Be Original. Para Ornare, ser original significa inovar e ter uma identidade única em cada um de seus produtos.


Slogan
O High Quality of Life escolhido como novo slogan da Ornare por representar tudo o que a marca tem de melhor: qualidade, tecnologia, sofisticação e o lúdico, em produtos funcionais, exclusivos e pensados para o cliente. A ideia é reforçar a relação entre a coleção e a qualidade de vida de quem a adquire. A intenção é que esse slogan abra para o questionamento: “Eu tenho qualidade de vida?”, e, assim, as pessoas direcionam a atenção para a própria vivência.


A Coleção


Linha de armários Árvore, Silhueta e Meia Lua, by Ruy Ohtake
O objetivo da linha é valorizar a forma e a madeira brasileira, com um desenho mais livre. No lugar das linhas retas, horizontais e verticais, entra o desenho mais organico, com mais curvas, como as obra de arquitetura, a fim de fazer com que o espaço da casa fique mais diversificado. A ideia central desses móveis é trazer a mistura da madeira brasileira certificada e dos desenhos. No caso dos armários, a forma da natureza inspiradora foi os rios curvos, eles foram transportados para as portas do armário. Cada curva, no entanto, recebeu uma tonalidade diferente.


Linha de cozinha Gourmand, by Ruy Ohtake
A inspiração veio das moradias flat, onde a cozinha funciona mais como um ambiente social do que para cozinhar propriamente. Pensando na convivencia, os balcoes e bancadas são curvos para permitir que as pessoas sentem-se lado a lado e conversem sem dificuldade. Os desenhos curvos se repetem nas portas dos armários, a fim de dar movimento ao espaço. A composição de cores e formas do armário ocupa as paredes de forma a parecer quase um quadro, uma obra de arte.


Linha de Estantes Entre Parênteses, by Ruy Ohtake

A principal função desse objeto de decoração é guardar coisas. Aqui, no entanto, a forma “entre parênteses” garante o destaque necessário aos objetivos que são armazenados nele, que muitas vezes são livros ou abjetos pessoais. A peça ainda permite a integração e conversação com o ambiente. Tanto valorizando o conteúdo delas, como deixando alguns braços além da extenção da peça para fazer essa conexão.


Linha de Cozinha Bola, by Marcelo Rosenbaum
A bola escondida como puxador dá o aspecto lúdico ao ambiente, As cores dão à cozinha mais força e vibração. É uma cozinha jovem, colorida e despojada, que, ao mesmo tempo, remete a cozinha da vó, trazendo à tona a memória afetiva, o estilo Vintage a o ar retrô.


Linha Lite e Puxadores, by Rosenbaum

A ideia era criar uma linha de armarios sem puxadores. Foi preciso fundir o alumínio na madeira. A linha foi criada a partir de uma mão francesa esculpida dentro de uma peça de madeira, que foi pensada para os armários da Ornare. Premiada pelo Museu da Casa Brasileira, a linha volta agora repaginada para a Coleção High Line.


Linha de Armários Air, by Guto Indio da Costa

Uma porta leve, completamente arejada, com uma estrutura fina e delicada, fácil de abrir e de fechar. A trama, de poliéster, que a reveste, é um elemento que permite uma série de oportunidades: as cores diferenciadas, a transparencia, que deixa o produto respirar, e, ao mesmo tempo, não deixa o que está dentro confinado.


Linha de Cozinha Tek, by Guto Indio da Costa
O conceito das Cozinhas Tek, assim como o Armário Air, parte da interação com o ambiente. As portas duplas permitem a entrada e a saída do ar. Ou seja, o interior dos amários é ventilado naturalmente. No entando, as superficies aqui são lisas e sólidas, para criar uma relação com a cozinha.


Linha de Armários Velos, by Patricia Anastassiadis

Inspirada no universo masculino, a partir de mosaicos de composição de piso da catedral de San Marco, do trabalho do artista gráfico M.C. Escher, da geometria e de muita pesquisa na indústria automobilística, o design desenvolvido aqui é mais gráfico. A elipse mostra que as peças não têm começo nem fim e representa a velocidade. É uma linha elegante e atemporal.


Linha de Armários Monograma, by Patricia Anastassiadis
A inspiração vem dos lacres venezianos e naquins, que representam a exclusividade da linha. No entanto, o conceito principal está no reflexo do comportamento das pessoas no próprio projeto. Em imaginar os anseios de quem estará na frente do armário, lembrando que ele pode guardar fantasias, memórias, momentos e histórias de vida. Desde um vestido de casamento até uma roupa com a qual a pessoa primeiro ou no último encontro.


Linha de Cozinha Paris, by Patricia Anastassiadis
Com uma linguagem mais clássica, ela tem o objetivo de trabalhar o traço, as almofadas, os detalhes. O design é inspirado na cozinha de estar e apresenta algumas referências com o tempo passado. O objetivo é dar conforto, trazendo um pouco do clássico para o cenário atual.


Linha de Armários Saville, by Patricia Anastasiadis

Relação e referencia com a alta costura, com o terno, com o masculino e com o tuide. Trabalhado em metal e gloss, o armário tem linhas que remetem a um toque art deco. O nome da linha é inspirado na fomosa ra londrina de alta costura, a Saville Row.


Linha de Mobiliários Gávea, by Zanini de Zanine

É uma linha de mobiliários que complementam os ambientes, como a poltronas, bancos, mancebos, e mesas. A inspiração para a criação veio das obras do artista plástico e escultor Sergio Camargo, que utilizava muitos cilindrosde madeira. A ideia foi fazer peças torneadas como as deles, com encaixes simples, mas que passam sofisticação.


Linha de Portas Trè-Piu
A Trè-Piu chega ao Brasil através da parceria com a Ornare. E tem como inspiração criar portas que podem tornar cada casa e escritório único e fascinante. Para concretizar esta intenção, a linha de portas tem como essencial a colaboração de dois dos mais prestigiados designers internacionais: Antonio Citterio e Daniel Libeskind, cada um com seu estilo próprio, a fim de oferecer portas de arquitetura para todos os gostos, de invisíveis a marcantes.


Linha de Portas Trè-Piu – Pavilion Light, Antonio Citterio
Transparência e leveza são as palavras chave do produto. Por isso, por meio de um sistema ntegrado, deslizante e transparente, o objetivo é transformá-la num componente quase “imaterial”, que permite a entrada de luz. “A porta tornou-se uma parede sem paredes”.


Linha de Portas Trè-Piu – Planus, by Antonio Citterio

A ideia aqui era criar uma porta articulada de embutir perfeitamente integrada. Assim, a porta é capaz de desaparecer na parede, como um camaleão – que é a inspiração da peça. A grande variedade de materiais e acabamentos servem para atender a todos os gostos, sempre oferecendo uma imagem de elegância.


Linha de Portas Trè-Piu – Pavilion + Planus, by Antonio Citterio
A inspiração para a união dessas duas linhas veio do Sol e da Lua, já que de acordo com o designer, elas são complementares, assim como os dois astros. Graças à sua especificidade e capacidade de ser montada e integrada, a linha oferece uma ampla gama de aplicações.


Linha de Portas Trè-Piu – Continuum, by Antonio Citterio

Inspirada no modelo de vida simples e linear, a porta Continuum traz a madeira como principal matéria-prima, enriquecida, no entanto, pela mais moderna tecnologia. Seus painéis modernos dão o tom de atualização ao ambiente tradicional.


Linha de Portas Trè-Piu – Idea, by Daniel LibeskindFruto de uma intensa pesquisa de Daniel Libeskind em parceria com a Trè-Piu, a experiência visual do produto é reforçado pelo perfil patenteado exclusivo em alumínio , que separa a porta da parede com um efeito óptico. Ele garante que a porta está alinhada com a parede, ao mesmo tempo em que cria uma interação incomparável de sombras e luz. O perfil permite que luzes de led sejam escondidas ali dentro, aumentando ainda mais a personalidade da Idea. Essa estética, no entanto, é apenas um dos pontos fortes da porta, já que os materiais usados para fazer o produto também contrinuem para que ela se torne interessante. É o caso da madeira de florestas sustentáveis certificadas, que garantem ao comprador a convicção de escolher um produto exclusivo.


Os Conceitos Gastronômicos
A Ornare acompanha as tendencias da alta gastronomia, a fim de incorporar estilos gastronomicos à nova linha de produtos. Por isso, convidamos o chef Emmanuel Bassoleil, que introduziu conceitos das cozinhas Molecular, Slow Food, Fast Food, Km0, e Brazilian Food, para acompanhar o design das novas linhas de cozinhas da Ornare.


COZINHA MOLECULAR
Gastronomia molecular é a ciência dedicada ao estudo dos processos químicos e físicos relacionados à culinária.

Estuda os mecanismos envolvidos nas transformações dos ingredientes no cozimento e investiga os aspectos sociais, artísticos e técnicos da culinária e gastronomia (de um ponto de vista científico).

Não é uma cozinha para todos os dias. E sim para um momento especial. É mais técnica e envolve ingredientes que não são comuns. O objetivo é transformar seu produto, a partir das bases da culinária tradicional, a fim de surpreender seus convidados com um paladar, sensação e textura diferentes. Nela, os ingredientes nunca vão ser reconhecidos visualmente. Eles são descontruídos. Só é possivel descobrir o produto pelo sabor, quando se prova! É uma experiência inusitada.


SLOW FOOD

É uma associação internacional fundada por Carlo Petrini em 1986, com o objetivo de promover uma maior apreciação da comida, melhorar a qualidade das refeições e uma produção que valorize o produto, o produtor e o meio ambiente.

É a cozinha em que você vai sentar e pensar no que preparar. É aquela cozinha em que você pensa desde a segunda-feira o que você vai fazer no sábado. É a cozinha em que a gente tem prazer. É uma terapia. Um belo momento. O alimento, portanto, deve ser bom, limpo e justo, o que significa que ele deve ser saboroso, deve ser produzido de forma a respeitar o meio ambiente e os preços devem ser justos, tanto para quem os produz, quanto para quem os consome.


FAST FOOD
Fast Food é um termo inglês que significa comida rápida, è o nome genérico dado ao consumo de refeições que podem ser preparadas e servidas em um intervalo pequeno de tempo.

Fast-food é “comer rápido”. E comer rápido, de forma saudável e gostosa é possível.

Com o crescimento das cidades e do acúmulo de tarefas diárias, muitas pessoas passaram a buscar a alimentação rápida e prática como forma de ganhar tempo.

Uma opção rápida para o dia-a-dia, mas com boa qualidade. Uma cozinha fast food não é uma cozinha para se preparar um hamburguer. É uma cozinha com uma centrifuga para se preparar um suco e com um freezer com produtos congelados de boa qualidade. Uma cozinha bonita, prática e organizada para facilitar o seu dia.


Km 0
Alimentos “zero-milha” são produtos locais que são vendidas ou dadas perto do local de produção. A vantagem da proximidade muitas vezes se reflete em um preço mais baixo, devido aos baixos custos de transporte e distribuição, a falta de intermediários comerciais e de recarga pobres do vendedor, que em muitos casos é o mesmo agricultor ou criador.

A intenção é aumentar a produção local pleiteando os benefícios desta opção de comer mais produtos frescos (também porque promove a sazonalidade dos produtos) e da ausência - ou quase - transporte e benefícios relacionados no preço final.

É um movimento recente cuja principal preocupação é comer bem , mas coisas que são produzidas na sua região, para evitar gastos com transporte, por exemplo. Nela, você sabe a procedência dos produtos, como eles foram feitos. Esta é a cozinha de quem se preocupa com o meio ambiente, com o consumo de combustivel, a troca de emabalagens, o gasto de energia, etc.

Cozinha Brazilian Food

O Brasil foi por muio tempo conhecido por suas praias, belas garotas e pelo futebol. Hoje, ele também é conhecido pela sua gastronomia. E há pessoas dentro do Brasil apaixonadas por sua culinária. Para expressar a culinária brasileira, escolhemos o Açaí. Que é regional, exótico, saboroso... Enfim, brasileiro!



Ornare
Shopping CasaPark, Loja: 218 
(61)3234-7468
Horário de funcionamento: De segunda a sábado das 10h às 22h
www.ornare.com.br
Facebook.com/OrnareHomeCollection
Facebook.com/OrnareUSA
@ornare1986
Brasília - DF