segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Alex Atala é capa da GQ Brasil de fevereiro

Eleito uma das 100 pessoas mais influentes de 2013 pela revista Time e proprietá­rio do 6º melhor restaurante do mundo segundo a publicação britânica Res­taurant, Atala fez muito mais do que acumular títulos, conta Priscila Portugal, na matéria de capa da GQ Brasil de fevereiro. Ele fez o brasileiro entender o prazer de comer bem sua própria co­mida. “Sou um dos chefs mais importantes do mundo não porque cozinho me­lhor, mas porque fui um dos primeiros a gritar internacionalmente por uma cozinha local”, diz.
De DJ e pintor de paredes a cozinheiro para ganhar uns trocados, Atala é um fã de Elvis Presley, como ele, apaixonado por motos (ele tem uma Triumph 2005, uma Harley 1947 original e uma Mini Monte­as), por música e um contestador. Em agosto, no evento MAD Food – 
“o congresso mais conceitual de cozi­nha dos últimos anos”, Atala matou uma galinha – o que incluiu a exibição de vídeos de mortes de animais, a leitura do manifesto “A Morte” e, por fim, Atala torcendo o pescoço da gali­nha e avisando que ela seria servida no jantar. “Nossas avós faziam isso e nos parece romântico. Mas elas salvavam as penas para fazer travesseiro, guar­davam as patas para fazer canja. Respeitavam a morte daquela galinha con­sumindo aquela carcaça. Precisamos honrar essas mortes.”

(Foto Rodrigo Marques)