segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

"Adubo" abre Projeto EnCena

Espetáculo dirigido por Hugo Rodas e aclamado em diversos festivais de teatro pelo Brasil estará em cartaz neste domingo (19/1), às 20h, dando início a uma série de seis peças que serão apresentadas até maio
O Teatro Oi Brasília e o Ministério da Cultura apresentam a volta do Projeto EnCena em uma série de seis espetáculos teatrais que serão realizados até o mês de maio (ver calendário em seguida) com patrocínio dos Correios, BB Mapfre Seguros e BHG e apoio do Bar do Alemão e do Royal Tulip Hotel.

Dando início à temporada 2014, será apresentada neste domingo (19 de janeiro), às 20h, a peça ADUBO ou a Sutil Arte de Escoar pelo Ralo, com direção de Hugo Rodas, produção de Pedro Martins e interpretação de André Araújo, Abaete Queiroz, Pedro Martins e Rosanna Viegas (confira mais detalhes abaixo).

Sobre "Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo"
Criado e encenado a partir de janeiro 2005 por quatro atores de Brasília – André Araújo, Juliano Cazarré, Pedro Martins e Rosanna Viegas –, numa parceria entre a Confraria Teatral ADUBO e o Tucan (Teatro Universitário Candango), ADUBO ou a Sutil Arte de Escoar pelo Ralo é um espetáculo teatral sobre a morte e sobre o morrer, um trabalho que investiga poeticamente este misterioso momento com o qual todos os seres vivos, cedo ou tarde, se encontrarão. Por meio de vários personagens, ora grotescos, ora cômicos, trata da morte com serenidade, mostrando que ela é apenas parte de um ciclo natural. Ágil em seu ritmo e profundo em seu conteúdo, o espetáculo enaltece o valor da vida e contou com a orientação da coreógrafa e diretora Márcia Duarte. Para a direção geral, o grupo convidou o experiente uruguaio Hugo Rodas, há anos radicado em Brasília. Em sua atual temporada, tem no elenco André Araújo, Abaete Queiroz, Pedro Martins e Rosanna Viegas.

O elenco pesquisou durante meses as mais variadas referências sobre a morte na literatura, na medicina, na filosofia e na religião. A partir desse processo de investigação, os atores começaram a adaptar e criar os textos e as cenas que viriam a formar a peça. Por tratar de tema universal, fala diretamente a todos, jovens e velhos, néscios e sábios, independente de suas crenças ou cultura. ADUBO é democrático, tal como a morte. Do riso ao choro, as facetas da morte e do morrer são expostas ao público em um verdadeiro jogo teatral.

Formada por diversos quadros, encontra unidade no drama de uma criança que se revolta contra Deus após a morte de seu cão ainda filhote. E traz ainda o lirismo de um suicida, as "filosofias de boteco", a dor de uma mãe que perde o filho e a perplexidade de um cachorro que chega a um paraíso de flores amarelas. O fundo da cena é um imenso quadro negro. Com giz branco, os atores desenham os espaços onde a ação acontecerá. Desenhos simples e fugazes criam diversos ambientes que se transformam ao longo do espetáculo. Com esse jogo de desenhar e apagar, o cenário traz em si a impermanência e transitoriedade de nossas próprias vidas.

ADUBO já foi apresentado em festivais em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Londrina (PR), Goiânia, Crato (CE) e Presidente Prudente (SP). Em 2008, fez turnê pelo projeto SESC Palco Giratório rodando mais de 30 cidades do Brasil, entre capitais e interior, e já conta com mais de uma centena de apresentações por todo o país. 

Ficha Técnica
Direção geral: Hugo Rodas.
Texto e elenco: André Araújo, Abaete Queiroz, Pedro Martins e Rosanna Viegas
Stand in: Abaete Queiroz
Iluminação: Caetano Maia
Cenário e figurinos: Confraria Teatral ADUBO
Duração: 70 minutos

Calendário Projeto EnCena
19 de janeiro - Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo (direção: Hugo Rodas-DF)
20 de fevereiro - A Descoberta das Américas (direção: Júlio Adrião-RJ)
22 de março - Cartas de Rodez (com a Cia Amok-RJ)
12 de abril - Eu vi o sol brilhar em toda a sua glória (direção: João Paulo Lorenzon-SP)
26 de abril - Alma de Peixe (Teatro para Bebês-DF)
17 de maio - A Arte de Dizer Palavrão (direção: Alexandre Ribondi-DF)




Serviço:
ADUBO ou a Sutil Arte de Escoar pelo Ralo - pelo projeto EnCena
Dia: 19 de janeiro (domingo), às 20h
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Pontos de venda:
Bilheteria do Teatro Oi Brasília (terça a sábado, das 13h às 19h)
Loja da Oi (shopping Iguatemi)
www.teatrooibrasilia.com.br
Mais informações: (61) 3424-7121 (bilheteria do teatro)
Classificação indicativa: 16 anos
Brasília - DF